quarta-feira, 19 de agosto de 2015

domingo, 16 de agosto de 2015

Inspirada

Escrevo as necessidades do meu coração,
Os gritos da minha alma,
A liberdade do meu corpo,
Os frutos da minha imaginação.

Silenciar

Me perco no escuro e no silencio,
Me perco no espaço vago,
Me atraso no tempo.
Sinto uma necessidade,
Algo grita alto no fundo...

As vezes é melhor ficar calada e deixar o interior se acalmar,
Descobrir na própria companhia um motivo para ficar só.
E silenciar os pensamentos.
Se desligar desse mundo.

Afoga

Escrever é...
Tentar respirar de baixo d'água.
A gente tenta, mas acaba sufocando.
É como...
Se as palavras estivessem todas prontas, lá no fundo.
E na hora de soltá-las...
Elas dão um nó na garganta.
Aí é hora de largar o lápis e voltar para a superfície para respirar e pensar.
Mas as vezes a gente se afoga.